O Mito da Grande Ideia

Raul Cardoso

Raul Cardoso

Publicado dia 18/11/2019

O que você está esperando para começar seu próximo negócio? A epifania de uma grande ideia que vai te deixar milionário?

Introdução

Quem não quer atingir a independência financeira, ter mais tempo livre e poder trabalhar de onde quiser? A proposta de valor percebida por pessoas que desejam se tornar empreendedores aparentemente é enorme, o que cria sonhos e expectativas em torno do tema. Por outro lado, quem já empreende sabe que não é assim que os fatos decorrem após a decisão de empreender seu próprio negócio.

A criação da oportunidade é um dos tópicos de maior estudo e atenção, tanto no aspecto prático quanto teórico, dentro do tema empreendedorismo. Como dito no meu primeiro post, Negócios de Impacto Social: Meu Pivot Pessoal, uma mudança importante de compreensão acadêmica sobre o tema foi movida no início dos anos 2000, e desde então a geração da oportunidade começou a ser tratada de forma diferente.

O que antes compunha um plano de negócios baseado em estudos de mercado passou a ser compreendido como um processo criativo dinâmico e iterativo, que parte de um momento de autoconhecimento e evolui conforme interações com stakeholders e busca por comprometimento de agentes externos, sejam eles sócios, parceiros, clientes ou fornecedores.

Uma famosa afirmação de Steve Blank resume essa mudança de paradigma: “Nenhum Plano de Negócio sobrevive à primeira interação com clientes reais”. Essa é uma das bases dos métodos modernos, a iteratividade do processo em busca de aumento do conhecimento que acaba resultando em redirecionamento da energia do empreendedor e do grupo comprometido com o projeto.

Ao invés de encontrar, você deve criar sua oportunidade

Nesse sentido, a compreensão clássica de que empreendedores devem se basear na força psicológica e emocional para manter a disciplina de execução de um planejamento de longo prazo passou a ser entendido como força psicológica/emocional para suportar mudanças repentinas. O paradigma mudou de disciplina rígida para a mudança pragmática.

No artigo Demystifying the Genius of Entrepreneurship: How Design Cognition Can Help Create the Next Generation of Entrepreneurs os autores propõem um método baseado na lógica do design para criação de oportunidade. A proposta é baseada na utilização do modelo cognitivo do design em detrimento ao processo de design thinking propriamente dito, com o objetivo de reduzir a demanda de um processo e permitir maior liberdade ao empreendedor. Assim, organiza em etapas genéricas de: (1) Enquadramento, (2) Raciocínio analítico, (3) Raciocínio abdutivo, (4) Simulação Mental.

Nem toda oportunidade é para você

Apesar disso, quero aqui neste post causar uma reflexão que vai muito além do método utilizado para criar e aprimorar oportunidades de forma geral. O principal ponto que trago para esta discussão é que existem muitas excelentes oportunidades por aí, mas nem todas elas são para você. Todo empreendedor é apaixonado por esse tema e normalmente visualiza de forma muito clara boas oportunidades a todo instante, o grande desafio de fato é, então, entender qual oportunidade realmente abraçar. Muitos empreendedores se perdem em suas caminhadas querendo abraçar toda e qualquer boa oportunidade que aparece. Fuja desta armadilha.

Nem toda oportunidade é para você, em primeiro lugar, porque você vai dedicar muitos anos de sua vida para fazer dela uma realidade que te rende bons frutos. Não há quem suporte se dedicar durante muitos anos em algo sem acreditar profundamente no que está fazendo. Em muitos anos de caminhada os desafios são inúmeros, os altos e baixos são constantes, e se você não acreditar profundamente no que está fazendo todos os dias, e não tiver paixão por isso, então, em algum momento, você irá desistir ou será infeliz durante os anos que se dedicar a isso.

Também, nem toda oportunidade é para você pois cada uma delas terá um timing diferente e exigirá habilidades específicas para serem materializadas em negócios. Por exemplo, a depender do momento, será mais importante criar uma nova tecnologia do que vender o produto de fato, ou então, pode ser momento propício para convencer filantropos mas não para criar uma nova indústria para produção.

Como encontrar a “sua oportunidade” de fato.

O primeiro passo para criar “suas oportunidades” é o autoconhecimento, saber de fato o que é para você começa em saber quem é você. No fim do dia: “quem sou eu?” é a primeira pergunta que deve ser feita. Sem saber o que você de fato busca e qual seu real propósito de vida criar uma oportunidade que realmente se encaixa com o seu perfil seria um jogo de “tentativa-e-erro” com baixíssima possibilidade de resultado positivo.

Algumas perguntas podem render muita reflexão e te aproximar de uma imagem mais realista sobre você mesmo, por exemplo, “o que eu fiz até o momento em minha vida e por que motivos eu fiz?”, “o que me trouxe até este lugar que estou?”, “onde eu nasci e quais características possuem esse lugar?”, “o que eu gostava quando eu era criança?”, “o que mais me fascina?”, e outras.

Na Efetuação.Academy para que você crie sua oportunidade, e se reconecte com suas visões, nós propomos um processo introspectivo e denso, que demanda muito trabalho e reflexão. Esse é apenas o início de nossa imersão, e o processo proposto nos tira da zona de conforto e nos coloca numa zona de aprendizado e alta performance que em última instância irá limpar nossas mentes do excesso de informação do dia-a-dia trazer clareza para decisões importantes sobre o futuro, sonhos e objetivos.

Comentários

Artigos relacionados

Empreendedorismo

Qual o seu perfil empreendedor – Segundo visão de…

Porque reconhecer as abordagens? Este post tem o intuito de te ajudar com o primeiro […]

Ler conteúdo

Empreendedorismo

Como Conciliar Felicidade e Carreira Profissional?

Dedicamos um terço da nossa vida ao trabalho: no total, são 90 000 horas em […]

Ler conteúdo

Empreendedorismo

Da Vulnerabilidade à Confiança: Recompondo-se de Situações de Mudança…

Se você se sente vulnerável e pouco confiante em suas ações como empreendedor, saiba que você não está […]

Ler conteúdo

Ver todos