Qual o seu perfil empreendedor – Segundo visão de curto e longo prazo?

Raul Cardoso

Raul Cardoso

Publicado dia 17/06/2020

Porque reconhecer as abordagens?

Este post tem o intuito de te ajudar com o primeiro passo, o de reconhecer a sua abordagem, e qual perfil empreendedor você tem uma tendência a adotar. Estou discutindo nesse post uma classificação segundo visão de longo prazo e compreensão do curto prazo. Dessa forma você pode entender os prós e os contras de cada um deles, e criar uma reflexão sobre como agir em cada situação do dia-a-dia. Assim você poderá criar vantagens sobre cada uma destas formas de pensar.

É importante que todo empreendedor reconheça a sua forma de pensar sobre isso a partir do início da jornada, e ajuste o discurso para cada uma das situações de trabalho, uma vez que a virtude está na compreensão correta da situação, do pensamento e do discurso a ser utilizado.

Obviamente não estou considerando em minhas análises empreendedores que não possuem um problema real.

Experiências em mentorias e compreensão do “perfil empreendedor”

Em mentorias e conversas com empreendedores me deparo basicamente com quatro tipos de perfil empreendedor. A diferença principal está na abordagem com relação a visão de longo e curto prazo de cada empreendedor.

Dos que “sonham grande”, dois tipos diferentes: 

  1. Os que estão completamente descolados da realidade e presos ao propósito ou visão do negócio. Que se negam a focar em um produto e nicho específico por acreditar que estão minimizando o potencial que possuem; e 
  2. Aqueles que conseguem conectar a realidade e o sonho grande que trazem, entendendo que o sonho grande deve começar pequeno.

Dos que tipicamente tem uma abordagem de “sonhar pequeno”, outros dois tipos: 

  1. Os que possuem uma visão pequena dentro de algo que pode ser grande por medo de “sonhar demais”, e parecer muito fora da realidade, e 
  2. Aqueles que realmente estão começando com uma visão de resolver um problema muito pequeno, local, e não tão importante.

Características e interações

Engajamento com o longo prazo, baixa conexão com o curto prazo

Estes vieram de uma cultura de “encontrar a ideia que vai me deixar rico”, por isso acreditam que tiveram um insight muito importante, provavelmente inédito, e que podem vender apenas aquela ideia por um bom dinheiro. 

Durante algumas mentorias para programas de empreendedorismo eu já fui surpreendido com afirmações como: “Não posso te contar minha ideia pois você pode roubar ela de mim”. Isso demonstra que eles estão tão apaixonados pela causa e pelo propósito que muitas das vezes encontram-se estagnados, não evoluem, tem medo de conversar com um tipo de cliente específico.

Outra característica é que eles conseguem pensar muitas soluções para resolverem o “problema do mercado”, mas não se aprofundam no problema de fato. A cada argumento contra, ou quando a realidade lhe prova algo contrário às “certezas” iniciais que tinham, criam uma nova solução imaginativa. Isso realimenta o ciclo de devoção pelo “sonho grande”. Conversas com empreendedores que estão neste momento são normalmente confusas e baseadas em soluções e inúmeras alternativas de caminhos possíveis.

Engajamento com o curto prazo, baixa conexão com o longo prazo

Empreendedores do tipo 3 são, por sua vez, muito pragmáticos na criação do negócio. Por esse motivo acreditam que é besteira pensar em propósito, impacto e outras coisas que viriam apenas com o tempo e depois de “muito trabalho duro e disciplinado”. Esses empreendedores normalmente vieram de culturas mais rígidas e disciplinadas, eles focam na prática da construção. Estão sempre resolvendo problemas, e é comum encontrá-los cansados e mergulhados em execuções específicas de suas áreas de atuação, ou aprendendo como resolver um desafio melhor do que outras pessoas.

Interações com eles são práticas. Eles estão buscando planos de ações específicos e esperam que mentores expliquem como devem executar “aquela próxima atividade”. Em alguns momentos se perdem na estratégia por estarem muito focados no operacional.

Os de perfil empreendedor de tipo 4 vem normalmente de uma cultura de prestação de serviços, e acreditam que projetos e empresas possuem tempo de duração determinados. Eles possuem dificuldade em entender como criar uma máquina que produzirá capital (empresa) sem considerar a “venda de horas” (serviço). Normalmente a abordagem deste tipo de empreendedor é a de projetos, onde cada iniciativa tem tamanho, duração e budget determinados desde o início. Ou seja, buscam resolver um problema específico, limitado no tempo e número de clientes. Normalmente estão conectados ao número de horas trabalhadas por eles, e muitas vezes em algo regional.

Normalmente interagir com esse empreendedor é um pouco decepcionante, falta energia, vibração, algo que o faça brilhar os olhos. 

O caminho que funciona

Deixei para o final o perfil empreendedor de tipo 2, pois todos que vi crescerem e construírem algo importante em pouco tempo fazem parte deste grupo. Eles conectam o comprometimento com o longo prazo com um processo incremental de curto prazo. Eles são focados na execução, e isso os faz evoluir rápido em uma direção consistente. Em interações com estes empreendedores é fácil encontrar o propósito de transformação massivo, mas também é possível identificar o próximo desafio que eles estão trabalhando. Normalmente o brilho no olho surge com facilidade, mas também o pragmatismo de entender quem é o cliente, qual a dor e qual a solução proposta para a dor naquele momento. 

Em épocas de mudanças drásticas como a que vivemos atualmente, e num momento onde as possibilidades e oportunidades relacionadas às tecnologias exponenciais são praticamente infinitas, encontrar empreendedores que conseguem sonhar grande e manter a conexão com a realidade é uma dádiva. Essa é uma das características dos empreendedores que buscamos para trabalharmos juntos, ombro a ombro, na resolução dos desafios mais importantes da atualidade.

Desafie-se

Estando consciente dos tipos de pensamentos e abordagens com relação ao “sonho” ao “futuro”, ao curto e longo prazo, desafie-se a montar um time que equilibre a visão com a execução pragmática. Além do empreendedor e do aspecto pessoal, é importante entender o seu time, e fazer sua escalação de forma equilibrada e consciente.

Acompanha o vídeo abaixo e entenda mais sobre como entendemos o processo de apoiar empreendedores de impacto em seus sonhos e propósitos.

 

Aqui na Efetuação nós desenvolvemos negócio de impacto. Junte-se a nossa comunidade para receber conteúdos sobre como desenvolver negócios que mudam o mundo de forma humana e sustentável. Nós trabalhamos ombro-a-ombro com empreendedores de impacto.

 

Nos acompanhe no Facebook e no Instagram

Comentários

Artigos relacionados

Empreendedorismo

Como Conciliar Felicidade e Carreira Profissional?

Dedicamos um terço da nossa vida ao trabalho: no total, são 90 000 horas em […]

Ler conteúdo

Empreendedorismo

Da Vulnerabilidade à Confiança: Recompondo-se de Situações de Mudança…

Se você se sente vulnerável e pouco confiante em suas ações como empreendedor, saiba que você não está […]

Ler conteúdo

Empreendedorismo

O Mito da Grande Ideia

O que você está esperando para começar seu próximo negócio? A epifania de uma grande […]

Ler conteúdo

Ver todos